A Mãe Natureza pede socorro...

A Mãe Natureza pede socorro...

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Por entre as folhas eu te vejo

Por entre as folhas eu te vejo
Borboleta amarela
Asas bem fechadas
No teu mimetismo de defesa
Necessária defesa contra as pragas
Que te atacam
Contra as dores que te esperam
Em algum momento do voo
Temos que fechar as asas

22 comentários:

  1. Ah! que bacana este poema! Gostei muito!
    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  2. Asas fechadas - um mecanismo de defesa... bem pensado.

    ResponderExcluir
  3. Por entre as folhas, as borboletas amarelas ficam mais belas e mesmo de asas fechadas, são raios de luz que enfeitam o nosso olhar.
    Que coisas tão lindas se encontram no matagal, por isso gosto tanto de cá vir.
    Beijo para ti.

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga,


    Foto e poema lindos! Além da excelente mensagem.


    Beijos com carinho em todos, Van! Amo voces!

    ResponderExcluir
  5. É sua amizade que desejo lembrar para sempre e estará sempre em meu coração,
    mantendo-nos aquecidos, fortalecidos e segura de que nunca estarei sozinha.
    E é assim que eu guardo você
    Minha linda Amizade.
    E é assim que eu quero guardar...
    Como alguém que estará longe, mas sempre lembrará de mim.
    Obrigada pelo carinho nesse um ano de Viagem comigo.
    Obrigada por estar do meu lado sempre sem notar meus defeitos
    me aceitando como sou.
    Sei que deixo muito a desejar em responder a sua visita
    mais tenho cada amigo e amiga no coração.
    Me perdoe por levar uma unica mensagem para visita
    infelizmente minhas mãos não ajuda .
    Porem me sinto feliz e recompensada por quase todos entender minha situação embora infelizmente
    existe aqueles que não entende e me critica através de email sem a menor noção da minha situação.
    Já fiz varias postagens o porque ..Ao receber esse comentário
    se não souber por favor me informe no meu blog ,pois
    recebi 3 email maldosos de hontem para hoje.
    Me sinto triste e humilhada quando isso acontece isso ainda dara motivo para mim
    tirar do ar todos os meus blogs.
    Desculpa o longo comentário mais foi necesario....
    Na postagem tem uma presente desse dia que deveria ser tão feliz para mim
    ficarei feliz em encontra-lo no seu blog.
    Obrigada ,Deus esteja com todos nos nessa jornada
    que Deus me permita estar contigo por mais algum tempo ainda.
    Beijos e carinhos.
    Evanir

    ResponderExcluir
  6. voar...
    eu tenho uma asa
    tu tens uma asa
    juntemos as asas..

    e voamos...
    em busca do azul infinito

    em busca do pote de tesouro do arco-íris

    abrazo serrano

    ResponderExcluir
  7. Se as não queimar-mos (as asas):)
    Bjo

    ResponderExcluir
  8. Que encanto! borboleta amarela, entre folhas verdes no matagal!!! gosto
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá, boa noite, como tem passado!

    Embora já um pouco tardiamente

    venho retribuir os seus votos

    de Bom Ano de 2012.

    Saudações poéticas!

    ResponderExcluir
  10. ...queria eu ser assim, em muitas vezes...
    Acho que as palavras muitas vezes nos possibilitam isso, né?!
    Bjs amiga...

    ResponderExcluir
  11. Adorei, amiga!
    Tão leve e subtil como uma borboletinha amarela.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  12. "Em algum momento do voo
    temos que fechar as asas"
    ai, ai... que versos danadinhos hein :) feitos com a mais pura verdade atual justificada pela natureza.
    Très beau! :)

    _
    http://e-raumavez.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Por entre as folhas, as borboletas cumprem o seu destino.

    Tal como nós, dia após dia.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oi amiga, adorei a foto e a cabana. Mas me fale uma coisinha ---As doidas ainda estão por aqui? Beijo, beijos

    ResponderExcluir
  15. e eu a pensar que me tinha escondido bem
    e tu entre as folhas... descobriste-me

    jaja

    abrazo serrano

    ResponderExcluir
  16. Este lugar seu é delicioso e mágico, agora que não tem mais bruxas màs eu realmente estou voltando. Bom domingo amiga .

    ResponderExcluir
  17. Este azul que nos recebe, este mato que nos acolhe........

    ResponderExcluir
  18. Amiga de longe o bem sempre vence o mal.beijos

    ResponderExcluir
  19. Um Dia todos entenderam coisas que hoje parece não ter muito sentido .
    O amor que tentei de todas as formas semear através da vida real .
    E na virtual onde encontrei as minhas lindas amizades sem face conheci
    a alma de cada um que tive a felicidade de chamar de minhas lindas amizades.
    Amor para mim é fazer feliz, perdoar, seguir em frente,
    Entregar sem medo ser amigos verdadeiros.
    Não tenho medo da morte, pois sei que um dia ela virá e eu nao poderei fazer nada.
    Tenho certeza que sempre tentei fazer de tudo por todo mundo que eu tanto
    amo e tento ensinar através de palavras o verdadeiro caminho .
    Decepção não mata,
    eNSINA a vIVER é por tudo isso que devemos aprender amar e perdoar sempre.
    Um final de semana na paz e na luz.
    Beijos meus no seu coração..
    Como é bom ter sua amizade!!.
    Evanir..

    ResponderExcluir
  20. E por entre blogues eu digo que vc escreve porretamente... kkkkk

    Muito dez seu poema!

    O Sibarita

    ResponderExcluir

Fale pouco e bem baixinho que é pra não espantar passarinho...