A Mãe Natureza pede socorro...

A Mãe Natureza pede socorro...

domingo, 4 de setembro de 2011

Sempre viva sou e serei

"A sempre-viva
É uma flor maravilhosa
Não tem perfume
Mas é formosa "

Não encontrei o autor dessa marchinha de um antigo carnaval que não é do meu tempo [risos]. Quem souber, por favor, nos informe, tá?
Entretanto, vivos estamos e com essa flor imortal, vamos nos identificando... e por que não?

15 comentários:

  1. Lindas flores, Vanuza.

    Bom domingo para você.

    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Vanuza, gostei das flores. A marchinha? bem... acho que não era do meu tempo também não rs rs rs
    Um beijo grande e um bom domingo pra ti.

    ResponderExcluir
  3. Olá Vanuza, gostei da fotografia da belas flores...Espectacular....
    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga,

    Nunca falta sempre-viva na minha casa ( mesmo porque duram mais, além de belas e coloridas). Adoro!

    Beijos com carinho e linda semana, Van.

    ResponderExcluir
  5. Que lindas! tens umas aí que não conheço!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Sim...porque não? Quem não quererá ser uma colorida e formosa sempre viva?
    Um beijinho.

    ResponderExcluir
  7. O, Vanuza.

    Uma boa noite para você.

    Esse teu blog é realmente muito bonito, as fotos são lindas.

    Bjos.

    ResponderExcluir
  8. Querida amiga
    Especialmente hoje eu vim agradecer o seu carinho e apoio ao meu trabalho!
    Muito Obrigado de todo o coração!
    Abraço muito amigo!
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  9. Olá, querida!

    Passeando pela blogosfera encontrei o seu blog e achei muito lindo e acolhedor!

    A sempre viva combina comigo, é teimosinha feito eu!! rsrs... só que eu sou perfumada, viu...

    hehehe

    Beijinhos e ótimo domingo

    ResponderExcluir
  10. Adoro as sempre vivas, sobretudo as roxas. É quase uma fobia.

    Beijinhos amiga Vanuza

    ResponderExcluir
  11. olá Vanuza,

    uma grato beijo pela teu amável comentário e chegada lá na cubata da serra que é tua também.

    sempre-vivas, coloridas como todo este cantinho convidativo.

    vou ficando para ler mais.
    kandandos...inté!

    ResponderExcluir
  12. obrigado pela visita :)
    quanto a sempre-viva, nem sempre o que excede numa coisa,excede em todas... ha o exemplo dos grandes genios que excederam numa coisa especifica, mas fracassaram em tantas outras, o exemplo inevitavel de Van Gogh, o maior dos pintores... a sempre-viva é um exemplo sempre-vivo, esteja ela tomando Sol num bosque, ou organizadinha e empertigada num jardim. um grande prazer... otima semana.

    ResponderExcluir
  13. Pinto rostos, o céu, a saudade
    Pinto mentiras, corações sem chama e verdades
    Pinto o Mundo muito à minha maneira
    E um barco carregado de puras saudades

    E apago o olhar para ver melhor
    Para sentir o dizer de um amarrotado papel velho
    O que vejo está muito para lá de sentir
    Nesta…Outra face do Espelho…

    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  14. Meu pai cantarolava essa música quando era pequeno... mas ele cantava cheirosa ao invés de formosa.

    ResponderExcluir

Fale pouco e bem baixinho que é pra não espantar passarinho...