A Mãe Natureza pede socorro...

A Mãe Natureza pede socorro...

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

A lei das assinaturas, você a conhece?

Foi o sábio Paracelso quem adentrou nos mistérios e nas mensagens que a natureza nos envia a cada dia. Por exemplo, a forma, o odor, as cores das plantas correspondem aos órgãos do nosso corpo e nos fornecem também a cura para os nossos males. Você está tristinho? Pois saiba que as flores do boungainville podem aliviar a nossa melancolia.
Aproveitemos, então, vamos "ler" no infinito livro da mãe natureza...

14 comentários:

  1. desconhecia esse facto!
    Gostei muito do blog!

    Bjxxx

    ResponderExcluir
  2. As flores são mágicas, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  3. Feliz Outubro Rosa!
    a saúde começa pelos exames preventivos.
    Beijinho em seu coração.
    Nicinha

    ResponderExcluir
  4. Amiga Vanuza, não conheço Boungaville. Seria a flor que aparece na foto?
    Preciso vir sempre aqui para aprender as coisas da natureza.
    Até a próxima. Um abraço. Tenhas uma linda tarde.

    ResponderExcluir
  5. A mãe natureza é tão sábia que aspira o seu próprio perfume...
    Abraços,

    ResponderExcluir
  6. Estou aqui para agradecer o carinho depositado lá no meu modesto espaço. Tu fizeste referência ao meu filho que foi morar no plano espiritual. Na época da criação do blog eu ainda estava amargurado, mas à medida que o tempo flui meu coração apazigua, e hoje agradeço pelo tempo em que ele esteve comigo. Estou feliz porque agora sei que tu és espiritualista. Obrigado pela explicação sobre a flor. Eu curto flores e a natureza de modo, apesar de morar na selva de pedra que é a cidade; menos que a minha cidade, Porto Alegre, é uma capitais brasileiras mais arborizadas.
    Gosto de vir aqui, porque tu és um espírito do bem.
    Um abraço. Tenhas uma boa noite.

    ResponderExcluir
  7. Interessante!
    eu amo essa planta, mas aqui no mato elas não se desenvolvem tão bem , mas se enchem de flores!

    bj

    ResponderExcluir
  8. Que bom, vejo a minha boungainville todas as manhãs quando abro a janela do quarto!
    bjs

    ResponderExcluir
  9. OI moça! kkk

    Se assim é, aqui vai um poema chamado:

    Buganvília

    Diva, na caridade dos sentidos a ternura inflama,
    Acende-se e caminha nas entrelinhas da estação.
    O amor denso, castiço ajunta a clareza da chama,
    Da primavera, das borboletas. Brisa do coração...

    Quando o teu amor por acaso se despojar de mim,
    Vestirei a couraça do céu na harmonia dos ventos.
    Cavalgarei no avesso da paixão deste poema de ti,
    Ao coração que permanece e expira nos silêncios...

    Pois, é tempo de compreender a lucidez do amor,
    Abrir as cortinas/janelas e admirar as buganvílias.
    No vago do teu olhar abriga-se, se desfolha a flor,
    O peito que se apaga junta os cacos das estilhas...

    A galope, o amor volta curvado, entre, espinhos.
    Mas, em mim, a conspiração do teu olhar corrói,
    Os pássaros sibilam, o dilúvio bebe do teu vinho,
    Comei o pão, há querer. E, não há ti. É amor e dói...

    Eis o satélite de suspiros que nos é apresentado.
    O poeta abre o seu arquivo: dor, alegria e alento,
    Ao separar a luz das trevas no que fui teu amado,
    Desfloresce a paixão, ecoa a primavera ao vento...

    O Sibarita

    ResponderExcluir
  10. Os verdadeiros milagres da mãe natureza!

    Bjxxx

    ResponderExcluir
  11. Theophrastrus Bombastus Paracelsus, séc. XVI. É longo para eu explicar o porquê, mas, lembro do Paracelso, todos os dias, ao dirigir o carro rs.
    Vanuza, beijos mil!

    ResponderExcluir
  12. Cada vez admiro mais a natureza!

    Bjxxx

    ResponderExcluir
  13. Perfeito, amiga! A natureza nos abriga e nos acolhe, ou nos responde conforme nossa percepção. Essa imagem é linda e me remeteu a minha cidade que tanto tenho saudade, do meu tempo de menina.
    Boa semana amiga!
    Beijos nossos pra você!

    ResponderExcluir
  14. Amiga querida; pena que nem sempre estejamos atentos aos sinais da natureza. Porque talvez entendêssemos que ela nos pede socorro. E ela é tão linda, tão exuberante!
    Beijos nossos pra você, querida!

    ResponderExcluir

Fale pouco e bem baixinho que é pra não espantar passarinho...