A Mãe Natureza pede socorro...

A Mãe Natureza pede socorro...

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Fiz a cama na varanda...

Fiquei indecisa
Faço algo sobre crianças?
Escrevo algo sobre o que ouvia quando criança?
Então, perdoem-me o narcisismo - narciso também é flor
Mas vou cantar a música da criança
Que sempre habitou o meu interior:
"Fiz a cama na varanda
Me esqueci do cobertor
Deu um vento na roseira
Ai, meus cuidados
Me cobriu toda de flor..."
[Inezita Barroso - grande Inezita!]

De camisola, cara de sono, eu não tenho jeito mesmo!

19 comentários:

  1. Olá!!
    Sempre haverá uma criança dentro de nós! bj

    ResponderExcluir
  2. Grande Inezita, gosto do programa dela, mesmo aqueles que são repetidos na TV Cultura daqui de SP, no programa VIOLA MINHA VIOLA.
    Você foi muito feliz na escolha desta postagem com texto e imagem maravilhosas.
    Beijinho
    Nicinha

    ResponderExcluir
  3. Amiga Vanuza, flores, ah, as flores. Se todos tivéssemos um matagal, um matinho, pelo menos uma árvore junto de nós, que maravilha seria nossa vida!
    Um abração. Tenhas, sei que terás, uma boa noite.

    ResponderExcluir
  4. Oi Vanuza eu gosto do verde das matas. Lindo aqui. O mascotinho Arturzinho é lindo. Linda poesia. Viva a criança que tem dentro de vc. bjs

    ResponderExcluir
  5. Que delicia de post. Imagine uma cama na varanda ao sabor do vento e pétalas de flores caindo no leito. Lindo, lindo. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Gostei. Da canção e das imagens.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. Bonito poema, adorei mais uma vez todas as fotos!

    Bjxxx

    ResponderExcluir
  8. Oi Vanuza, amei sua doce visita nos meus cantinhos. Quase todas as crianças dos meus blogs são meus sobrinhos netos, que são 16 bisneto de minha mãe. (eu ainda não tenho neto, só do coração) Faça sim um blog para os pequeninos com certeza vai ficar lindo pois vejo que vc é criativa. Bjs

    ResponderExcluir
  9. Com a canção da Inezita, fiz um retorno ao meu tempo de criança.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  10. Quer coisa melhor: colher a brisa numa cama na varanda como se uma rede fosse? Depois a cama pede camisola mesmo (rs)...
    Abraços,

    ResponderExcluir
  11. Que delicadeza amiga querida!
    Uma canção muito saudosa!

    Não é que você não tem jeito!(rs)É que você é natural e isso é lindo nas pessoas!

    Beijocas e o meu carinho!

    ResponderExcluir
  12. Poema lindo que combina na perfeição com este matagal!
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Decidi.

    Quero me mudar para o matagal da Vanuza.

    : D

    ResponderExcluir
  14. Bom dia , Vanuza! Encantada com este bucólico e poético cenário. Adoro esses montes verdes. Um belo e irresistível convite. ! E essa cama na varanda, onde canta sua criança interior... Maravilha!

    Obrigada pela visita e comentário ao meu poema , lá no Prosas Poéticas do Vviani!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. Adoro as tuas flores... Lindas!

    Bjxxx

    ResponderExcluir
  16. Muito lindo o seu poema,
    fez a cama na varanda
    na roseira caiu uma pena
    das asas de uma pomba.

    Com as suas mãos delicadas a apanhou a pena,
    com ela escreveu uma das mais lindas palavras do mundo, amor
    se ainda não encontrou por qualquer motivo o tema
    valeu a pena, a pena ter caído em cima duma flor!

    Desejo para você amiga Vanuza, um belo fim de semana,
    com um abraço de amizade.
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  17. Olá desejos de bom domingo Vanuza!!!
    Perdi-me por aqui, entrei, e gostei muito do seu blog, leve colorido um charme!!!
    Vou ficar a seguir, visite os meus, terei o maior prazer em a receber!!!
    1 beijinho Lídia

    ResponderExcluir
  18. Amiga querida; adorei a postagem! Afinal também fomos crianças. Gostei dos versinhos e das imagens, tudo muito lindo!
    Ah, enviei algumas fotos pra você, viu?
    Beijos nossos pra você. Boa semana querida!

    ResponderExcluir
  19. Bom tarde, querida! Adorei suas imagens, seus versos! Que bom não deixarmos esquecida a criança ainda em nós. Lembrei do meu tempo na roça. Saudade mesmo.
    Boa semana! Beijos

    ResponderExcluir

Fale pouco e bem baixinho que é pra não espantar passarinho...